Categorias: Bebê, Desenvolvimento do Bebê

Desenvolvimento do Bebê: 1 mês

Imagem Shutterstok
Imagem Shutterstok

É tão engraçado, né? Primeiro contamos as semanas da gravidez, depois contamos as semanas do nascimento do Baby e esperamos a evolução dia a dia. Maria Clara já tem 1 mês e meio e tanta coisa já mudou: sua fisionomia, seu jeito, seu choro, a consistência e cor de seu coco, seu ritmo de sono! O desenvolvimento do bebê é demais.

No começo, ela acordava a cada 1 hora, parecia um relógio. Agora, em algumas sonecas do dia/noite ela chega a dormir 2 horas e meia e as demais continua firme e forte em seus 60 minutos. Porém, pra ajudar (ou não) passou a ficar mais tempo acordada durante o dia e lógico, quer ficar pendurada no peito aqui! Tem dias que ela chega a ficar mais de 4 horas acordada, só tira pequenas sonequinhas no peito, mas é só tentar tirá-la e colocá-la no berço que acorda e arregala seus olhos.

Na última consulta do Pediatra, com 1 mês, ele disse que ela ainda não enxerga perfeitamente, mas que era pra estimular com brinquedos coloridos.
Pois bem, como uma boa aluna lá fui eu abrir alguns de seus brinquedos e pasmem: ela ADORA! Lógico que ela não segura com suas mãos, mas segue com os olhos o brinquedo e com isso já estimulo a movimentação de seu pescoço.

Sua Dinda seu um Móbile super fofo e ela adora a música e ver (mesmo que embaçado) os bichinhos rodando.

Ah! Também ganhei uma risada gostosa, na realidade agora ela adora dar uma risada gostosa e me olhar com cara de sapequinha quando vou amamentá-la, mas só quando ela já percebe que meu peito está próximo a sua boca. É tão, mas tão gratificante e maravilhoso esse nosso momento.

Assim, algumas pessoas podem dizer que estou viajando, que ela ainda é muito nova, que tudo é reflexo e etc , mas mesmo se for tudo isso eu fico muito  feliz em ver a evolução diária da minha filha.

Como seu bebê está crescendo 

Nesta fase, quase metade dos bebês reconhece a mãe e o pai, por quem têm clara preferência em comparação a estranhos. Seu filho poderá até sorrir ao ver você, além de dar gritinhos e balançar as pernas de alegria. 
Aos poucos, as crianças começam a ficar mais sensíveis em relação ao ambiente, reagindo de alguma forma, seja chorando ou até mesmo se agitando, com o toque de uma campainha, por exemplo. O som de uma música no rádio ou cantada por você também passa a despertar interesse. 
 
Seu filho prestará mais atenção às coisas, olhando fixamente para um brinquedo colocado na sua frente. Para os pais, esse início das interações com o mundo externo é uma experiência extremamente gratificante, especialmente depois das semanas de trocas de fraldas, amamentação, banhos e beijos com pouca ou nenhuma resposta.  
Fonte: Baby Center
Arquivo Pessoal


E com vocês? Como foi a evolução dos filhos de vocês?
Vocês se surpreenderam?
Beijos

Comentários