Categorias: Sem categoria

Desenvolvimento da Gravidez: 34 semanas e o medo toma conta de mim!

Eu não ia escrever sobre isso, juro! Estou há pelo menos uma semana tentando me acalmar, mas não consigo. O tempo parece correr e está perto do grande dia.
 
As semanas parecem não ter mais 07 dias e toda quarta feira é dia de emoção, pois é quando completo minhas semanas de gestação.
 
                                               *** Imagem da Internet
 
Mês passado, escrevi um post sobre meu primeiro “surto” (quem não viu, está aqui http://migre.me/9t81y) e agora o surto é diferente.
 
Se a Baby nascer agora, por exemplo, eu já tenho tudo o que dizem ser necessário pra ela. O quarto está praticamente todo pronto, falta só os adesivos, os kit berço e cama e a cortina nova (que segundo o Marido, já temos a velha, então se ela nascer, sem cortina ela não está rsrsrsrs).
 
Os itens que faltavam da Mala da Maternidade eu providenciei ontem e minha mamãe querida já vai lavar e pronto, essa saga termino essa semana.
 
Por incrível que pareça, não estou ansiosa pra ver o rostinho da Maria Clara, em tê-la em meus braços (quer dizer, até estou, mas não são esses os motivos do meu desespero de fim de gestação.)
 
Hoje, ao completar as 34 semanas, recebo o boletim do Baby Center (http://brasil.babycenter.com/) e lá estava escrito: “Que comece a contagem regressiva! Você está entrando no último mês da gravidez.
 
 
                                                       *** Imagem da Internet
 
 
Nem preciso dizer, né?
 
Quase caí pra trás da cadeira. Já chorei, já me emocionei, já mandei email pra prima (Dinda da Baby) desabafando/surtando … e agora estou aqui, escrevendo pro blog pra ver se me alivia ahahahhahaha
 
Gente, ESTOU COM MEDO.
 
Medo de não ser uma boa mãe, medo de não conseguir administrar meu tempo com minha primeira filha X Marido X filha peluda X casa, medo de não ter dinheiro pra criá-la, medo de não ter saúde, medo de errar, medo de mimá-la demais, medo de não ter leite suficiente…. MEDO, MEDO, PÃNICO TOTAL.
 
Esses dias, depois de ler alguns posts sobre relacionamento depois de filhos, conversei com o Marido e disse que estava com medo de ficar horrorosa, dele não me amar mais depois do parto, de ficar toda pelancuda/flácida, de não termos mais nossos momentos de amor e sexo e (ainda bem) ele todo calmo vira e diz:
 
– Ô Amorzinho, calma. As mulheres que estão se achando horrorosas (provavelmente) engordaram horrores e por isso estão assim com o corpo flácido. Você não engordou, então será mais fácil.
 
Não contente, eu viro e digo:
 
– Mas falaram que a barriga fica tipo pochete, toda caída! Tenho certeza de que você não vai mais sentir tesão por mim
 
(Momento gargalhada do Marido, olho arregalado)
 
– Ô Bueno (meu sobrenome), é lógico que no começo vai ter um pouco de pele sobrando, afinal olha o tanto que vai murchar a sua barriga? Por isso a senhora vai comprar e usar a cinta.
 
Mas e nosso sexo? Dizem que dói, arde e que não temos vontade nenhuma.
 
– PAOLA, isso é de cada uma. Calma, você pode ser diferente……………………………….. (pausa) Eu espero…………………….. (gargalhada)
 
– E as coisas da casa, cuidar da Maria Clara, a Astrid???
 
– Olha só! Você não queria tanto ser mãe? Pois bem, agora você será e vamos juntos tomar conta de tudo.
 
E pra completar:
 
– Posso ficar grávida pra sempre????
(risada, gargalhada, carinho no meu rosto, beijo na testa) Vou te ajudar, te amo e tudo dará certo!
 
                                                              *** Arquivo Pessoal Mãe Dipa
 
Ok, ele tentou, tentou, foi fofo, calmo … mas não conseguiu!
 
Sei que não existe perfeição, também nem quero que tudo seja perfeito. Só queria ter a certeza de que serei uma boa mãe, que meu casamento vai continuar maravilhoso e com os defeitos que já tem, que minha filha peluda vai aceitar bem a Baby e não terei maiores problemas, que minha casa via ficar organizada e eu darei conta de tudo e ao fim do dia, quando o Marido chegar do serviço estarei feliz e realizada.
 
Vocês podem estar se perguntando, a Louca está preocupada com essas coisas e em nenhum momento está preocupada com o parto, saúde e afins?
 
Calma, pessoas …. estou sim com o maior medo em relação ao parto, a saúde da minha filha e a minha. Rezo todos os dias pra Deus olhar por mim e por ela desde que engravidei.
Hoje, tenho consulta com meu GO e terei que “pré-agendar” o meu parto e acho que por isso que faz alguns dias que entrei em parafuso total!
 
Enfim, pra resumir: ESTOU MORRENDO DE MEDO (é muito feio eu falar que estou cagando de medo?)
 
E com vocês? Você também tiveram esses momentos de medo?
Quem está grávida, como estão controlando os nervos, medos, dúvidas??
Beijos

Comentários